..

Vereadores querem investigar o Transporte Escolar de Santa Helena

Vereadores querem investigar o Transporte Escolar de Santa Helena

 

 

Da Redação

 

Destaque na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Santa Helena, ocorrida na noite desta segunda- feira (6), o processo licitatório realizado na modalidade Pregão Presencial para contratação de ônibus e vans que fazem os roteiros do Transporte Escolar Municipal e Intermunicipal, tem gerado polêmica.

O processo realizado entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano já motivou uma Ação Popular, ajuizada no fórum da comarca, onde questiona-se a lisura da contratação.

De acordo com o autor da Ação Popular, durante o processo houve a quebra do princípio da isonomia, para ele está clara a existência de vício legal de quebra do princípio da igualdade, ressaltando ser este um dos pilares das licitações públicas.

Ainda, segundo o impetrante, é grande a suspeita de que as empresas vencedoras de dez lotes, possuíam informações privilegiadas sobre o certame. Ele justifica sua suspeita com base no fato de ambas terem adquirido em janeiro deste ano, dez ônibus com ano de fabricação compatível com o tempo de uso que foi exigido nos editais baixados no dia 31 do mesmo mês.

Na sessão de ontem os vereadores de oposição, Valdonir Weizenmann e Tânia Maffini alertaram para a necessidade da criação de uma CEI – Comissão Especial de Inquérito, para investigar o caso.

Tânia diz que foi procurada por várias pessoas que suspeitam da idoneidade do processo e lembra que é papel da Câmara de Vereadores fiscalizar o Poder Executivo.

Quem também é favorável a criação da Comissão para investigar as informações, é o vereador governista Edson Wamms (PMDB), partido de Copatti. Edson afirma confiar no honestidade do prefeito, mas admite que mesmo com toda preocupação do chefe do executivo, irregularidades podem acontecer. Edson adianta ainda que deverá sugerir a ampliação da investigação para que ela abranja os últimos quatro anos de contratos firmados entre a prefeitura e empresas de transporte, pois segundo ele, existem indícios de irregularidades.

O prefeito Airton Copatti, já instaurou uma sindicância para apurar as denúncias e ressaltou que sua administração não irá tolerar qualquer tipo de desvio de conduta de membros da equipe que venham a colocar a idoneidade de seu governo em cheque. “ Nosso compromisso é de promovermos uma administração transparente, participativa e sem corrupção” – afirmou.

 

Comentários
nenhum comentário
seja o primeiro a comentar esta matéria
Últimas Matérias

 
.