..

Produção para consumo próprio de frangos é transformada em abatedouro em Santa Helena

Produção para consumo próprio de frangos é transformada em abatedouro em Santa Helena

 

 

Da Redação/Assessoria

 

A Família Amaral, da zona rural de Sub-Sede, do interior de Santa Helena, iniciou há um ano e meio a produção de frangos semi-caipira em sua propriedade para o próprio consumo, mas o que eles não imaginavam aconteceu, a procura pelo seu produto passou a ser uma realidade, iniciando assim a comercialização informal. Diante da boa aceitação, a família buscou a legalização junto a órgãos de licença como o IAP e parceria com empresas como Biolabore, Coofamel, Itaipu Binacional, Administração Municipal e outros, que os ajudaram a concretizar o empreendimento.

Programas de incentivo a agricultura familiar

O filho de Pedro e Maria, Cleyton Amaral se cadastrou em dois programas por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Meio Ambiente e Abastecimento, o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), programas de incentivo a agricultura familiar que ajudam no orçamento da família. Essas parcerias contribuíram para o crescimento econômico da empresa e a edificação do abatedouro.

Atualmente estão cadastrados aproximadamente 120 agricultores nos dois programas, PAA e PNAE.

O secretário de Agricultura Carlos Kraemer disse que sua equipe está buscando a certificação do SISBI/POA (Serviço Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal), para que os produtores do município possam comercializar seus produtos em todo o território nacional.

Inauguração

Há pouco mais de dois meses regularizado, os Amaral celebram a conquista da inauguração do seu primeiro abatedouro, com estrutura para um abate diário de 50 aves. Normalmente, são abatidos 20 frangos por dia, (de segunda a sexta-feira) totalizando 100 aves por semana, 400 por mês.

Após essa grande conquista, a Família Amaral segundo Cleyton, tem o objetivo de expandir seus negócios “queremos ampliar o mercado de vendas dos frangos, sempre com qualidade; aumentar o número de aves abatidas por dia, gerando maior renda para a família”, destaca o jovem empreendedor.

Administração Municipal

O prefeito Airton Antonio Copatti ressaltou a importância do trabalho em conjunto para que haja êxito e a expansão do município no setor agropecuário.

“Há muitos empreendimentos no nosso município em andamento, outros iniciando, sabemos que temos um potencial muito grande, no agronegócio. A Administração Municipal e outras entidades estará sempre apoiando para que haja sucesso nesses empreendimentos”.

Compostagem

Um dos diferenciais na propriedade Amaral, é o sistema de tratamento de resíduos sólidos e líquidos, o descarte do animal, são levados para a casa de compostagem, diariamente, ao final do expediente, recebem uma camada de maravalha, fazendo o trabalho de decomposição dos dejetos.

Sustentabilidade

A decomposição dos dejetos é utilizada como adubo orgânico na própria lavoura de milho, usada na fabricação de ração que também é produzida por Cleyton e sua família.

Tipos de produtos

Frango semi-caipira (inteiro) abatido entre 90 a 100 dias

Frango semi-caipira (picado) abatido entre 90 a 100 dias

Frango caipira inteiro abatido entre 110 a 120 dias

Frango caipira picado abatido entre 110 a 120 dias

Fornecimento

Você encontra o Frango Amaral nos seguintes comércios:

Mercado Sangaletti

Mercado JM

Mercado Schulz Sub-Sede

Mercearia Sub-Sede

Lojão e Utilidades São Clemente.

Comentários
nenhum comentário
seja o primeiro a comentar esta matéria
Últimas Matérias

 
.