..

Acusado de assassinar taxista é condenado em Santa Helena

Acusado de assassinar taxista é condenado em Santa Helena

 

Da Redação/RGL

 

Diego Guedes da Silva, foi condenado à 16 anos e 6 meses de prisão, ontem, em júri popular no Fórum da Comarca de Santa Helena. O réu é acusado de ter assassinado Adelar José Mentz, conhecido como "Gaúcho Taxista", em 11 de agosto de 2014. O crime ocorreu na PR 488, nas proximidades do Parque Industrial Cirilo Caumo.

 

O homicídio teria acontecido durante uma corrida que o taxista fazia. Conforme o depoimento do réu, ele e sua namorada, na época menor de idade, contrataram Gaúcho para fazer uma corrida, porém no meio do caminho tiveram uma discussão. O taxista teria levado a mão abaixo do banco, supostamente para pegar uma arma.

No momento Diego disse que sacou uma pistola, calibre 380, e mandou o taxista não se mexer, quando o veículo acabou saindo da pista e colidiu contra uma árvore às margens da rodovia. Com o impacto da batida, o acusado disse que a arma disparou, acertando Gaúcho. A vítima foi encaminhada ao Pronto Atendimento Municipal, mas não resistiu e entrou em óbito.

Após o disparo, Diego contou que na companhia de sua namorada, fugiu do local. Em seu depoimento o réu alegou legitima defesa.

O júri foi presidido pelo Juiz de Direito do Fórum da Comarca de Santa Helena Jorge Anastácio Kotzias Neto. O Ministério Público foi representado pelo Promotor de Justiça Adilton Dall’Óglio Junior.

Comentários
nenhum comentário
seja o primeiro a comentar esta matéria
Últimas Matérias

 
.