..

Famílias de Santa Helena contabilizam prejuízos com chuvas torrenciais

Famílias de Santa Helena contabilizam prejuízos com chuvas torrenciais

 

Da Redação/RGL

 

Um acumulado de chuva do final de semana em Santa Helena causou diversos prejuízos, principalmente na zona rural do município. Animais mortos, plantações submersas, enchentes e, consequentemente lama e muita sujeira foram os resultados de mais de 250 milímetros de chuva em um período de 36 horas.

As precipitações superaram a média histórica acumulada para todo o mês de outubro, desde 1997 quando a estação do Sistema Meteorológico de Paraná (Simepar), começou a operar no município.

Segundo o levantamento, a média para outubro no acumulado de chuvas para Santa Helena é de 176 milímetros, volume que foi superado em menos de 36 horas. Ao todo somente neste mês já choveu mais de 510 milímetros, maior volume da história, conforme o meteorologista do Simepar, Reinaldo Knaib.

Na Linha Vera Cruz, uma das propriedades mais atingidas pertence a Deonir Paludo. O nível da água do Rio Morenão invadiu a residência, que fica a mais de 100 metros de distância do leito. Móveis e outros pertences da família foram danificados. Muitas aves morreram e outras foram levadas pela água.

Conforme relatos da família, em menos de 30min a água tomou conta da residência. Deonir Paludo ressalta que, a última enchente do rio, e que atingiu a moradia, foi em 1983, porém a água não chegou a invadir a casa.

Nesta segunda-feira (30), à tarde, o proprietário, familiares e vizinhos, fizeram um mutirão para limpeza e recuperação de móveis e utensílios. A esperança é acionar o Seguro para atenuar os prejuízos.

Na Coluna Prestes, local conhecido como Ponte Queimada, força da água do rio derrubou muitas árvores. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE), de Santa Helena, e a Defesa Civil, chegaram a ser acionados no período da manhã devido a barulhos ouvidos e que suspeitava-se serem da estrutura da ponte.

As autoridades foram até o local e, após verificação liberaram a pista, porém acionaram o Departamento de Estradas de Rodagem para averiguar a situação relacionada a estrutura.

 

Comentários
nenhum comentário
seja o primeiro a comentar esta matéria
Últimas Matérias

 
.