..

Novembro Laranja chama a atenção para a violência contra a mulher em Santa Helena

Novembro Laranja chama a atenção para a violência contra a mulher em Santa Helena

 

Da Redação/RGL

 

O Novembro Laranja busca promover a discussão e conscientização pela Igualdade de Gênero e fim da Violência contra as Mulheres e Meninas. Para debater o tema, o município de Santa Helena vai realizar o primeiro Simpósio Municipal de Igualdade de Gênero e Eliminação da Violência contra Mulheres e Meninas.

 

O evento vai ocorrer de 24 de novembro a 10 de dezembro, com o objetivo de reunir a população, órgãos governamentais, as associações, empresas e a sociedade civil para que seja possível a realização de um evento em que se objetiva promover a igualdade de gênero e o combate á violência contra mulheres e meninas, por meio da organização de palestras, teatros, conscientização nas escolas e outros espaços públicos, entre outras iniciativas.

De acordo com o Comitê Municipal de Enfrentamento à Violência, apesar da elaboração de leis e políticas públicas que buscam reduzir a desigualdade de gênero, ainda se observa de forma bastante clara na atualidade a naturalização da violência contra a mulher, evidenciada na constante tentativa de culpabilização da vítima em casos de violência física e sexual, tanto no âmbito doméstico quanto nos casos em que não há relação afetiva ou familiar da mulher com o agressor.

Conforme dados do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em Santa Helena, por exemplo, em uma população de 23.413 habitantes , somente no ano de 2017 até o mês de outubro, foram contabilizadas 82 medidas protetivas de urgência, que consistem em procedimentos judiciais criados pela Lei Maria da Penha, com prioridade de tramitação, e permitem, uma vez constatada a prática de violência doméstica e familiar contra a mulher, que o Juiz determine a aplicação de medidas de proteção às mulheres, tais como a proibição do agressor de entrar em contato com a vítima e seus familiares, o afastamento da residência, entre outras.

Diante desse cenário, a proposta de promoção do simpósio busca a conscientização da população do município da necessidade de envolvimento de todos os cidadãos na elaboração de iniciativas com o objetivo de combater todas as formas de violência contra mulheres e meninas, conforme detalha a presidente do Comitê Municipal de Enfrentamento à Violência, Francielly Fernanda Aleixo da Silva.

Comentários
nenhum comentário
seja o primeiro a comentar esta matéria
Últimas Matérias

 
.